Monte Kitadake

A segunda montanha mais alta do Japão com 3.193 mts. de altura é um dos montes dos Alpes do Sul.

Diferente do Monte Fuji a trilha para o topo do Monte Kitadake é um show de paisagens A trilha em meio a floresta e inúmeras cachoeiras e vales formam uma paisagem fantástica.

Foram 8 horas de subida pelas trilhas floresta adentro. A subida é um pouco mais fácil(eu disse um pouco), porém é mais longa, enquanto o monte Fuji tem uma estação a cada praticamente uma hora de subida, no monte Kitadake tem apenas duas, uma após 2 horas e a outra já quase no topo após 5 horas de trilha, então é importante estar abastecido de água e comida.

Não há sinal de celular durante quase todo o trajeto. Na primeira estação tem sinal da Docomo apenas, e no topo as vezes pega a softbank.

Pra variar acho que as coisas muito planejadas não funcionam direito comigo!haha

A sexta feira foi chegando e eu de olho na previsão, como iria fazer tempo bom  decidi ir sem pensar.  Dessa vez a Michelle foi comigo. A subida foi tranquila até a primeira estação, depois ficou bem pesada e longa, a medida que íamos progredindo a paisagem das montanhas iam ficando exuberantes.

não é mole não!rsrs

A Michelle se impressionou com a simpatia dos japoneses montanhistas que passavam e nos cumprimentavam. Oque é na verdade algo bem comum entre os montanhistas, alguns até arriscaram falar em português.

Uma situação engraçada foi um japonês vendo a gente tirar um selfie, perguntou ao amigo dele, como que se pergunta em inglês se você pode tirar foto, então eu falei: -Pode falar em Japonês!!

Então ele falou:- Ah ele nos ouviu!! ahahah

Vimos alguns casais bem velhinhos subindo a montanha e um deles que encontramos quase no topo, nos pararam e em um inglês fluente e sem sotaque puxou um bate papo rápido, quando soube que éramos brasileiros disse estar pensando em ir ao Brasil ver as olimpíadas!:)

Vimos também pais com filhos inclusive um pai com uma filha de 3 anos, com uma mochila especial para carrega-la nas costas.

Paisagens lindas…

Chegamos a 3000 mts. por volta das 15:00hs onde fica a cabana. A princípio estávamos pensando em voltar no mesmo dia mas como a Michelle estava com uma forte dor de cabeça e estávamos muito cansados decidimos dormir lá e seguir pro topo de manhã, que dali leva ainda uns 50 minutos. A cabana bem mais velha que as do Fuji e mais apertado, praticamente dormimos encostados uns nos outros em filas de 4. Difícil dormir, muito barulho(roncos, conversas) mas estávamos exaustos e acabamos cochilando.

Kata no goya a seguna e ultima estação a 3 mil metros de altitude.

Acordamos as 4 da manhã. As 4:30 eles acendem as luzes. Estava na hora de ver a vista mais linda da minha vida, o sol nascendo ao lado do Fuji. Estava muito frio, mas a vista era tão linda e hipnotizante que nos tirava o folego.

sem palavras…

A subida da cabana até o topo levou 1 hora, foi uma alegria e uma emoção enorme. Havíamos conquistado o topo da segunda montanha mais alta do Japão. Começamos nossa descida que levou em torno de 4:30. As dores nas pernas e joelhos ficavam mais fortes. Achei a descida mais difícil que no Fuji, mas momentos como pegar água mineral em uma cachoeira nos Alps, paga qualquer sacrifício.

Todo sofrimento recompensado pela conquista.

Perrengue.

Como sem perrengue tudo fica sem graça. Tivemos um imprevisto. Estávamos planejando voltar no mesmo dia, como estávamos exaustos e a Michelle com muita dor de cabeça, decidimos dormir lá na cabana no topo(5000 ienes por pessoa). Então paguei e esqueci que tínhamos que pagar o táxi da volta e eu havia usado todo o dinheiro para pagar a cabana, só estava com cartão de crédito mas sabia que não aceitavam.

Eu estava tranquilo das piores da hipóteses teríamos que andar por umas 3 horas até meu carro.

Quando descemos perguntamos sobre o cartão de crédito mesmo sabendo da resposta perguntamos aos motoristas e eles diziam não aceitar. Mas ninguém também se prontificou a ajudar, então tive que parar um montanhista e explicar a situação e pedir emprestado, e pedir que ele depois  fosse comigo até um ATM para poder pagá-lo.

O japonês prontamente me ajudou (ufa!). FOmos até um ATM e devolvi o dinheiro, na despedida ele acenou e disse: – Nos vemos nas montanhas!!! 🙂

Foi uma aventura fantástica e inesquecível!!!

Dicas e informações.

Como no Fuji o equipamento é muito importante, um bom par de botas, os bastões de escalada e mochila, vão fazer muita diferença na sua subida veja no post Dicas para escalar o Fuji.

Como chegar: Você deve ir até Ashiyasu (1570,Ashiyasuashikura,Minami-Alps,Yamanashi,400-0241 ) Estacionamento para 600 carros, e de lá pegar um onibus ou uma van táxi, 1200 ienes por pessoa. A van vai te levar até Hirogawara, é de onde começa sua trilha, essa viagem leva 50 minutos.

A trilha começa atravessando a ponte suspensa, depois de atravessá-la pegue a direita, depois, antes do restaurante pegue a esquerda e siga  subindo montanha acima. Você irá caminhar por 20 minutos até uma bifurcação, pegue a direita, desse ponto em diante você levará umas 2 horas até a primeira estação.

Duração até o topo:6 – 8 horas.

Descida:4 -5 horas.

Nível de dificuldade:4 (escala de 1-5 pela lonely planet)

Temporada:aberta de final de Junho a primeira semana de Novembro.

Cuidados:A trilha é longa e não possui sinal de celular, exceto a DOCOMO que tem sinal nas estações, e a softbank as vezes entrava um sinal no topo mas não dá para contar.

– Alguns trechos são perigosos e requer bastante atenção, algumas marcações das trilhas estão bem apagadas, então cuidado para não sair dela.

-As estações vendem comida, Udons, Lámens mas não vendem nada como pão ou biscoitos então leve comida suficiente.

-Água você pode pagar nas estações 100 para encher seu PET,

-Os táxis, ônibus e para dormir nas cabanas, só em dinheiro não aceitam cartão.

Anúncios

6 comentários sobre “Monte Kitadake

  1. Paulo

    Olá pessoal, td bem com vcs? Fiquei conhecendo seu blog quando estava procurando pelo monte kitadake. Gostaria de saber se os trechos perigosos que vc citou é sobre a trilha estreita e alta tipo abismo. E se a trilha tem bastante gente caminhando por ela, pois pretendo fazer ela sozinho se não arrumar companhia. Pretendo levar barraca para dormir, eles cobram alguma taxa por isso ?
    Fico no aguardo de resposta e agradeço desde já.
    Um gde abraço e td de bom

    Curtir

    1. Olá, Paulo desculpe a demora, quase nao tenho entrado aqui mais. Os trechos perigosos sao perto do topo, de dia daa pra ir sem problemas a noite acho que meio perigoso as marcações estavam bem apagadas. Me parece que pra acampar custa 500 ienes. quando fuitinha poucas pessoas na trilha mas sempre passava alguem, sinal de cel. somente pra docomo e apenas em alguns lugares!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s