Hong Kong

Herança britânica, bondinhos de dois andares e os ônibus também de dois andares são super comuns.

Brasileiros não precisam de visto para entrar em Hong Kong. A surpresa foi que eles nem carimbam o passaporte, apenas dão um papeizinho com seus dados e a data de entrada. Não perca esse papel pois será seu visto caso algum policial te aborde ou algo assim.Como não tem carimbo eu colei os papeizinhos no meu passaporte.

Hong Kong é interessante pela influência britânica. A grande maioria fala inglês. É bacana ver os jovens chineses falando em inglês entre eles. Outra coisa que vai te surpreender é a quantidade de estrangeiros lá.

Hong Kong ainda está sobre administração especial da China. Mas os chineses de Hong Kong não tem nada haver com os chineses de Beijing ou Shanghai por exemplo. São muito educados. Nos metrôs eles não empurram, respeitam os assentos para os idosos, não escarram na rua.

O transporte público em Hong Kong é moderno, fácil e super eficaz.Para andar de metrô você pode comprar um cartão(OCTOPUS) e recarregar e usar em qualquer transporte público, ou ir até o computador apertar na estação que quer ir e pagar na máquina. Tudo muito simples pois está tudo em inglês. Os ônibus tem que ser dinheiro trocado pois não dão troco, basta jogar as moedas na caixinha junto ao motorista.

Hospedagem é bem carinho em Hong Kong. Os lugares mais baratos para se hospedar ficam na Chung King Mansions, que são vários prédios juntos e cada andar nesses prédios são vários guest houses. Cada prédio é identificada por uma letra, se for reservar verifique qual letra e andar para ir direto, pois na entrada vai ter muitos indianos tentando empurrar algum quarto pra você. Ignore, diga que já fez reserva online e passe direto. Mas se quiser ir sem reserva e negociar o valor também é bacana, dá pra conseguir bons preços e você pode ver os quartos antes.

A localização é ótima perto de vários pontos turísticos, perto do porto China, que é de onde sai os ferries pra Macau.

Os quartos em Hong Kong são muito pequenos, tem o espaço de uma cama de casal e mais nada.Um banheiro que você toma banho junto ao vaso, mas são limpos, se quiser um quarto espaçoso vai ter que abrir a carteira. Nós ficamos no Australian Guest house no Bloco D no último andar e foi uma boa escolha.O prédio só tem um elevador então está sempre cheio, as vezes você tem que esperar mas como estávamos no último andar, para descer estava sempre vazio.

A entrada da Chungking Mansions

Saindo do aeroporto, como chegar:

De busão: Ônibus A21 desça na parada 14(33HKD)

Você pode sair do aeroporto e pegar o Airport Express (90 HKD) desça na estação de Kowloon. Vá até o terminal de Airport shutle bus e pegue um micro ônibus K3 que é gratuito até o Hotel Holiday-inn, a primeira parada. Desça e pergunte pro motorista qual direção tomar fica a 3 minutos do hotel.

A Chungking Mansions fica bem perto da calçada das estrelas. Uns 10 minutos a pé. Local da famosa estátua do Bruce Lee, que também é o local da Sinfonia das luzes e o point view da Financial Center do outro lado do rio. Ótimo lugar pra caminhar. Vá ao final da tarde e espere anoitecer, a Sinfonia das luzes começa todos os dias as 20:00 hs.Wi-Fi gratuito nas lojinhas que tem no calçadão, só sentar nos bancos perto,  usar e abusar.rs

A MTR Tsim Cha Tsui ficam em frente a Chungking Mansion.

Um lugar com hostels mais tranquilo ficam no Mirador Mansion tem um clima menos pesado e com menos indianos te enchendo.

Calçada das Estrelas
Estátua de Bruce lee que nasceu em Hong Kong mesmo.
A vista da Financial Center a noite.

Victoria Peak

O ponto com certeza mais famoso de Hong Kong e diga-se de passagem o mais bacana também.A famosa vista noturna é fantástica.

Lá no alto do Victoria Peak, tem lojas, restaurantes, um pequeno shopping center.Claro tudo bem carinho.

E também tem o Museu de cera Madame Tussauds, Com várias estátutas de celebridades e lideres políticos incluindo Sadam Hussen e Hitler.A estátuas possuem o tamanho igual a da perssoa verdadeira oque torna bem interessante.Se você nunca foi em um museu de cera vale a pena.

No Victoria Peak também é possível fazer uma caminhada beirando a montanha.Não fomos porque estava garoando.

É possível ver a cidade dos point views  e não precisa pagar mas se quiser ver do ponto mais alto, de cima do prédio do Victoria Peak ,no Mirante chamado Sky 100, tem que pagar.

Como chegar lá:

Pegue um city map  no aeroporto antes de sair vai te ajudar.

    –  Peak Tram-Um funicular em forma de trenzinho que te leva até o topo você já sai de frente da entrada do museu.Desça na estação MTR Central Station saída J2 e caminhe até o terminal do Tram.

    – Ônibus: Pegue o ônibus na saída da MTR Hong Kong, saída D, na Exchange Bus Terminus.

    –  Minibus 1, que sai  MTR Hong Kong public transport interchange.

O mirante do Victoria Peak
Estátuas de cera
Hitler de cera
Linda vista de HK do mirante .

The Big Budha e o Monastério Po Lin.

    Fica na ilha de Lantau,Pra chegar lá desça na MTR Tung Chung saída B.Chegando na estação tem 3 formas de chegar lá:

1- De teleférico(Ngong Ping 360) leva 25 minutos.Logo que sair da estação você anda um pouco e já vai ver o teleférico.Descendo no Teleférico já la no alto da montanha tem um outlet com várias lojinhas e  restaurantes.

2- Ônibus- saindo da MTR Tung Chung, caminhe seguindo as placas até o terminal de ônibus.Pegue o New Lantao 23.Leva uns 45 minutos de viagem.Leve dinheiro trocado (17,20HKD)pois o ônibus não dá troco.

3-Pegue um ferry no Central pier 6 para Mui Wo, depois pegue o ônibus New  lantao 2, para Ngong Ping Village.

O Budha fica no alto de um monte, pra subir até ele você tem que encarar 268 degraus e tem que pagar entrada. Mas caso você esteja viajando com pouca grana, não sei se vale a pena pagar pra ver de perto. O mais bacana e ver ele de longe sentado no topo da montanha.

O budha lá no alto, mas tava nubladão.

Monastério Po Lin.

Dica pra comer barato, quando for  ao Big Budha.Saindo da estação Tung Chung tem um shopping center, vá até o supermercado no subsolo e lá da pra comprar comida barata.Tem um balcão com vários pratos e você compra a bandeja, tem 3 opções: Arroz e 1 mistura, 2 mituras e 3 misturas. Nós pegamos a com duas misturas, é bastante comida e tem várias opções.Vale a pena.

Mercado de Rua

Tem dois interessantes.

Ladies Market

Apesar do nome tem barracas de várias coisas e não só pra mulheres.Pra chegar lá é só descer na MTR Mongkok Statio saída E2 e andar procurando logo você encontra.

Temple Street Night Market.

MTR Jordan Station saída A ou a MTR Yau Ma Tei Station saída C.É bom ter um mapinha na mão pois tem que dar uma caminhadinha até lá.Os mercados são bacanas mas para compras não achei tão interessante, acho que na Tailândia os preços e qualidade são melhores, mas para comprar lembrancinhas é legal.Pechinche.

Ladies Market
A entrada da Temple street Night market
Na rua antes de chegar na Temple street tem várias barracas na rua de sex shop.hahah

Bairro SOHO.

Um lugar interessante para dar uma volta são as escadas rolantes do bairro SOHO.Elas começam perto da estação MTR Central e sobem quase 800 metros morro acima.O bacana que você vai subindo e vai cruzando várias ruazinhas com barzinhos, bistrôs, vale a pena!!

Kowloon Walled City

Dica de um lugar menos turístico mas bem bacana pra curte lugares um pouco mais afastados.

Eu achava que ela ainda existia e queria muito conhecer nem que fosse passar pelo lado de fora.A Kowloon Walled city foi um dos lugares mais undreground do mundo.Um complexo fechado de prédios emaranhados, tão emaranhados que havia lugares em que o sol nunca batia.

Muitos filmes foram filmados lá ou inspirados o mais famoso talvez seja o filme O grande Dragão Branco.

Lá viviam 33.000 pessoas, eram 8.800 lares e 1.000 pequenas empresas.O lugar  a princípio era uma fortaleza militar murada mas após a invasão do Japão acabou se tornando um lugar densamente o populoso e ponto de tráfico de drogas e prostituição.

A história é bem interessante e vale dar uma pesquisada.Porém lá foi completamente demolido e fizeram um parque muito bonito para passear e apenas um pequeno museu para preservar a história do lugar.Mas ali no Bairro em volta do parque é bem interessante é uma outra Hong Kong menos moderna e com vários estabelecimentos bem típicos de Hong Kong!

Pra chegar lá basta descer na MTR Lok Fu e caminhar uns 10 Minutos.

Entrada do Parque
Memorial com uma maquete
Fotos da Kowloon

Em volta do parque alguns prédios que lembram a Kowloon mas bem legal dar uma volta ali e ver as lojas populares .

Alguns lugares para bater perna:

Time Square– MTR Causeway Bay: Tem vários shopping malls, várias lojas de grife se você curte é um bom lugar.Lá também pelas ruas tem lugares bem “chineses” peixarias e frutarias bem bagunçadas é legal uma mistura do antigo com o moderno.

MTR Central e a MTR Hong Kong- Um dos shoppings mais bonitos de Hong Kong o IFC Mall, que fica no prédios mais bonitos da Financial center de HK.Ali perto da estação central também tem o Jardim botânico e zoológico que é gratuito e dá um passeio bacana também.

MTR Mongkok: Bairro bem jovem, muitas lojas muita gente nas calçadas, aliás toda a Nathan Road é bem movimentada!

É isso aí, pra quem curte grandes centros urbanos Hong Kong é bem legal.Moderno, limpo e agitado.Tem Wi-Fi free a cada 2 passos e é bem fácil se locomover entre os pontos turísticos.Só acho uma pena que não tenha sobrado quase nada da China antiga,Boa Viajem!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s